kaizen kaikaku

Filosofias Kaizen e Kaikaku – Mudanças contínuas e radicais

Posted on Posted in Sem categoria

O conceito de melhoria contínua, a exemplo do Kaizen (que em tradução livre do japonês significa “Mudança para Melhor”), define conjuntos de pequenas mudanças graduais que, em certo prazo, aumentam a qualidade dos produtos de uma empresa, aperfeiçoam atividades operacionais, reduzem tempos de processos e aumentam lucros.

Kaizen

A mudança gradual e contínua é essencial e até natural em certo nível. O aprendizado é parte da vida das pessoas e das empresas, e o desenvolvimento contínuo sempre ocorrerá em maior ou menor escala.

Melhorar contínua e gradualmente, contudo, nem sempre é a grande solução dos problemas de uma organização:

• Os projetos podem ser caros e com amortização demorada fazendo com que os resultados possam demorar a aparecer;

• Pode haver resistência por aceitação de novos conceitos pelas pessoas tanto em nível operacional quanto da gestão pelo engessamento dos conceitos antigos;

• Pode ter havido estagnação das mudanças possíveis dentro do momento atual da empresa;

• E até mesmo os projetos desenvolvidos podem se mostrar ineficazes após avaliação real das mudanças.

Kaikaku

Uma filosofia diferenciada em relação a mudanças, em contraponto à ideia do Kaizen é o Kaikaku (que em tradução livre do japonês significa “Mudança Radical”).

Esta filosofia prevê mudanças que podem ser chamadas de “virar a chave”:

  • Introdução de equipamentos novos
  • Automatização de equipamentos estratégicos
  • Mudança total de layout
  • Mudança de local da empresa
  • Implementação através de benchmarking de conceitos já estabelecidos no mercado e que para a empresa são novos como o Six Sigma, 5S, Total Productive Maintenance (TPM) ou Total Quality Management (TQM).

Tais mudanças radicais do conceito Kaikaku podem ou não carecer de grandes investimentos. Ferramentas como 5S, TPM e TQM, geralmente precisam de investimentos menores. Enquanto que a automatização de equipamentos e processos pode chegar facilmente à casa dos milhões de reais de acordo com a situação e alteração esperada.

Dificuldades do Kaikaku

Dificuldades existem também na implementação dos projetos de Kaikaku, entre os possíveis:

  • Resistência por parte das pessoas para aceitação de novos conceitos. Principalmente quando a mudança é apenas filosófica, portanto é importante o envolvimento das áreas interessadas nas mudanças, quando as pessoas abraçam a causa, e fica nítida a mudança;
  • Custos para investimentos podem ser um agravante significativo, por isto os estudos de amortização devem ser realizados com cautela para assegurar que são realistas;
  • O tempo de adaptação de novos equipamentos, layouts e automatização pode ser significativo após a implementação do projeto. Deve ser considerada uma curva de aprendizado para o novo conceito.
  • Elimina, contudo, a estagnação possível dentro do Kaizen, pelo menos por um período até que uma nova estagnação ocorra.

As filosofias Kaizen e Kaikaku podem e devem andar em conjunto, pois preveem ações diferentes com resultados diferentes, mas ambos importantes para o desenvolvimento das organizações. A grande diferença entre ambas é o tempo de implementação e o tempo de resultados dos projetos desenvolvidos.

Definir qual dos conceitos se aplica melhor ao momento da organização, realizar avaliações de investimentos, envolver as pessoas e estudar a fundo as mudanças que serão realizadas é a principal forma de alcançar a excelência.

***

Guilherme Bezerra é Coach e Consultor Especialista em Gestão Empresarial, com mais de 10 anos de experiência na área. Seu foco é oferecer soluções simples para problemas complexos, auxiliando quem mais precisa a alcançar grandes resultados.

guilherme@doutorbusinessbrasil.com.br | www.doutorbusinessbrasil.com.br

Publicação Original: BEZERRA, GUILHERME, S. Mudanças Contínuas e Radicais: filosofias kaizen e kaikaku. Banas Qualidade, São Paulo, v.264 p.12-13, jun. 2014.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *